Siga-me

O cuidado!

Por Helena Andrade   /     out 24, 2015  /     A arte da escrita  /  

Nesta semana, fui instigada a criar um texto sobre “cuidado”, para ser utilizado na Semana de Prevenção do AVC (Acidente Vascular Cerebral), de uma Unidade de Saúde no município de Campinas, com pacientes em tratamento para reabilitação.

Como este é um tema que convivo diariamente, aceitei o desafio e compartilho-o com vocês.

Desejo que estas simples palavras possam trazer reflexões sobre o conceito do que é cuidar.

” Cuidado: O que dizer sobre esta palavra que instiga tantos significados? Palavra que engessa e que acolhe, que oprime e acalenta. O cuidado com o corpo, o cuidado com as relações, o cuidado com o outro, nesta vida atribulada, repleta de desafios, stress, dificuldades, agressões, ultrajes e indignações.

A vivência do dia a dia que dificulta o cuidado de si e consequentemente nos limita no cuidado com o outro.  Como lidar com as cobranças internas, quando a mídia nos empurra o tempo todo para o caos e ao mesmo tempo incita-nos a buscar a saúde, qualidade de vida, respeito ao meio ambiente, o cuidado com a família.

Nesta luta pela sobrevivência, a capacidade de olhar para dentro, conhecer nossas limitações, defeitos, anseios e sonhos pode nos transformar. Quando aprendemos a nos reconhecer, passamos também a nos amar. E amando seremos capazes de aceitar o outro e conviver também com suas limitações, defeitos, anseios e respeitar seus sonhos.

Quiçá possamos trazer harmonia as nossas convivências, ainda que em muitos momentos elas exijam dureza nas ações e tomada de decisões. Porém isso pode acontecer com doçura, leveza, gratidão e acolhimento.  Somos seres capazes de pensar, refletir, transformar e principalmente amar. Façamos desta nossa capacidade algo a contribuir para nossa existência delicada e evitemos assim as agressões ao próprio corpo. Explosões, bloqueios e acúmulos se refletem em nosso organismo como reflexos daquilo que está além do suportável. Neste turbilhão de emoções e sentimentos, adoecemos.  A vida merece mais que isso. Nos podemos ser mais que isso. Ame-se, ame e deixe ser amado. No final será somente isso que contará.”

Helena Andrade

 

 

2 Comentários

Publicar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*